Escritores Poços-caldenses

Continuamos apostando e incentivando os autores independentes e poços-caldenses. Aproveite essa iniciativa e entre em contato para fazer parte da Livraria Flipoços.

A Livraria Flipoços passa a ser agora mais um suporte para vocês autores independentes e sulfurosos!

Conheça aqui alguns deles e prestigie suas obras.

No silêncio, na noite – poesias e outros caos
Adriana Manucci

“No silêncio, na noite – poesias e outros caos” é uma coletânea do 60 poemas que transmitem ora poesia, ora reflexão. A poesia está presente no dia a dia das pessoas, e muitas vezes é subtraída da nossa percepção por estarmos altamente envolvidos com a vida material e o tempo rigorosamente cronometrado por minutos capitalistas. Já o caos… a esse damos todas as atenções. Mas no silêncio, alma e poesia dançam nuas, entrelaçadas, como amantes em seus momentos de intimidade. Liberte sua alma para esse encontro, permita-se envolver e sinta a sintonia com a poesia…ou com o caos.

Arisca
Ana Julia Carvalheiro Costa
As três que estão na fotografia. Primeiro a Eu, não como reflexo do espelho, mas como coisa concreta de corpo com cabeça, o pescoço onde fica: o óbvio. Depois vem a Fada, mole e inconsistente, equipada de uma asa e uma única capacidade mágica. Por fim e não menos importante a jaguatirica, uma encrenca pequena, lenta e atenta, está ainda olhando para nós -do começo ao fim- viramos amigas.
A metade do meu Enzo
Antonio Voorhees
Uma narrativa baseada na experiência real do autor sendo um pai separado, uma viagem de volta ao tempo em que descobriu sua paternidade, até em todos os possíveis problemas enfrentados até os dias atuais.
Entre os dias: A dentro Interiores adentro
Beatriz Sales da Silva

Não sei muito bem por que escrevo isso, talvez saiba, mesmo que ainda não entenda! Mas esta foi a primeira imagem que veio ao encontro dos meus sentimentos, apareceu sob névoa fininha a história que li, não sei precisar quando, já faz muito tempo era menina. Fazia parte da Revista Seleções. A que chegou as minhas mãos tinha páginas amareladas, letras miúdas, capa dura de um azul desbotado, lá no “meinho” encontrei a história que nunca mais saiu de mim. 

Um outono inesquecível
Fernanda Salgueirosa Silva
A obra “Um outono inesquecível” é uma ficção que traz cinco contos. O cenário é a nossa encantadora Poços de Caldas e as histórias são carregadas de humor e simpatia, expressando os sentimentos e as vivências de uma adolescente dos anos 80.
Avenidas Identitárias
Gabriel Ambrogi

Esse livro já deveria ter sido escrito há muitas gerações e provocar uma intensa interlocução com a comunidade LGBTQ+; é a raiz
para muitos novos estudos e, se isso for prova de sua importância, é um dos poucos livros, senão o primeiro, abordando a temática da
sexualidade homossexual e étnica no Brasil. E ainda ganha mais valor para sua construção literária no ano de 2020, visto que mesmo com a
criminalização da homofobia no Brasil, o país mata mais LGBT+ do que em lugares onde ser homossexual é crime, e apesar do mundo todo viver uma pandemia de um vírus que até o momento dessa escrita não se achou a cura, pessoas pretas estão sendo assassinadas.

DA NECESSIDADE DE SE TRANSFORMAR O MUNDO
Guilherme Chagas
A obra aborda uma reflexão filosófica a partir dos estudos do autor sobre filosofia e outras disciplinas que se enquadram como ciências humanas e sendo assim se ocupam no pensar o mundo, a natureza, a humanidade e todas suas complexidades. O autor buscou desenvolver a narrativa do texto, a partir da descrição da importância da filosofia em sua vida, fazendo uma homenagem em sequência histórica aos filósofos que mais chamam sua atenção. De acordo com o autor, o que mais chamou sua atenção durante o processo da escrita foi a capacidade de pensar a realidade e através da reflexão e na sequência da ação, agir sobre a realidade, transformando-a.
O Palhaço que Tinha Medo de Criança
Guilherme Teixeira
Uma criança de família circense que já nasceu palhaça, portadora de inúmeras habilidades cômicas ao chegar em seu primeiro dia de aula percebe que todos os seus colegas possuem medo de palhaço, e isto o deixa só. Os dias vão passando e o pequeno palhaço vai tentando conquistar seus amigos, até mostrar para toda escola que ele além de ser palhaço é uma criança muito engraçada e que de assustador não tem nada.
O Manda Chuva
Guilherme Teixeira
Manda Chuva é o apelido de um jovem sonhador, que corre em busca de seu direito básico, a água. Após meses sem chuva, o cangaceiro mistura seus delírios e realidade, estando disposto a tudo para conseguir trazer a chuva na sua terra.
Através do Norte
Gustavo Bonafé
“Um dia já cheguei a acreditar que eu conseguiria fazer a diferença no mundo somente se eu tivesse a soma de características como: honestidade, ter comunicação efetiva, confiança, capacidade de delegar, comprometimento, pró-atividade, pensamento positivo, criatividade, habilidade de inspirar, ter foco, paciência, resiliência, inteligência emocional, autenticidade, saber ouvir, ter mente aberta, ter assertividade nas decisões, persistência, generosidade, ser incansável, cansei!, além de outras tantas “competências primordiais para o sucesso”. (…) (…) Hoje, decidi esquecer todos esses nomes complicados de competências e todas as milhares de ferramentas existentes para aprimorar cada uma. Decidi focar em ser mais infantil, mais natural e mais perdido.”
Poemas Visuais e Poesias
Hugo Pontes
A ousadia do experimentalismo poético não estacionou no Concretismo. As experiências prosseguiram e continuam até nossos dias com resultados surpreendentes. A partir da década de 70, no Brasil, os poetas visuais surgem promovendo as suas primeiras exposições e publicações alternativas. Com o passar do tempo, inúmeros adeptos se integram ao movimento do poema visual publicando seus livros, conforme poderemos ver nessa obra de Hugo Pontes.
A Poesia das Águas
Escritos de Poços de Caldas
Hugo Pontes

“A leitura de A Poesia das Águas: Retratos Escritos de Poços de Caldas”, de Hugo Pontes, nos traz muito prazer, sobretudo o prazer estético, muito raro entre os historiadores contemporâneos com esmero técnico, a beleza formal e a finura de conteúdo. (Professor Antônio de Paiva Moura, no prefácio do livro)

Guimarães Rosa, uma leitura mística
Hugo Pontes
A simbologia da Iniciação Maçônica em O Recado do Morro, de Guimarães Rosa, é uma análise e um levantamento completo do conto em questão, tendo em vista a mística da iniciação nos mistérios da Maçonaria. (Manoel Lobato, escritor)
Visitantes Ilustres
Hugo Pontes
“O livro Visitantes Ilustres, depois da primeira leitura, temos por conclusão mineirice e brasilidade. Ótimo”. Márcio Almeida, professor e poeta.
MINAS em pedaços
Os Movimentos Separatistas nas Gerais
Hugo Pontes
Os Movimentos Separatistas nas Gerais é resultado de uma pesquisas em torno do tema Separatismo. O autor reuniu cerca de 10 manifestações das regiões norte, sul, leste e oeste que desde o século 18 manifestaram vontade de se separar do Estado de Minas para criar novos Estados. Antonio Candido de Melo e Souza (professor e escritor)
110 Anos de Imprensa Poços-Caldense
Hugo Pontes
É uma publicação de intensa pesquisa, com qual o autor, em voo através do tempo, construiu a história da imprensa de Poços de Caldas, desde 1889 até 1999, abarcando jornais, revistas, inclusive aquele(as) de entidades, empresas, escolas, boletins, folhetins. O levantamento obedece a ordem cronológica e muitas dessas publicações são ilustradas com fac-símiles ou capas. Como não poderia deixar de ser, em suas páginas, são nomeados os pioneiros da imprensa em Poços de Caldas e os proprietários de jornais.
Léo Ferrer em Vida
Hugo Pontes
Esta obra reúne o que de melhor Léo Ferrer deixou para as próximas gerações, através de sua pena fácil narrando o cotidiano da vida e dos habitantes de Poços de Caldas, nos anos de 1930.
Associação Atlética Caldense História e Glórias
Hugo Pontes
A história de Poços de Caldas é a história da Associação Atlética Caldense. No início do século, Poços não passava de um pequeno balneário, visitado por intelectuais do Rio de Janeiro e nobres e empresários de São Paulo. Não era ainda uma comunidade que tivesse vida própria, personalidade e ações coletivas. Mas foi na AAC que o poços-caldense aprendeu a atuar de maneira organizada e colaborativa.
O Barracão da Discórdia
Uma história de humor político em terras caldenses
Hugo Pontes
O “Barracão da Discórdia” é uma obra curiosa e interessante pelos aspectos sociais e políticos que enfoca, de um período relativamente próximo. É, sem dúvida, um livro indispensável na biblioteca de todos aqueles que se interessam e desejam entender melhor o passado histórico de Poços de Caldas”. (Historiadora Nilza Botelho Megale)
O Teatro em Poços de Caldas
Hugo Pontes
O Teatro em Poços de Caldas é resultado de uma pesquisa sobre a origem e o desenvolvimento do teatro amador em Poços de Caldas desde o ano de 1900 até o início dos anos 2000.
O Congado em Oliveira
Hugo Pontes

A obra literária é fruto de entrevista feita pelo autor com o congadeiro e cidadão oliveirense no ano de 1973.

Um amor entre irmãos
Janaína Chamma

Um delicioso romance que ocorre na cidade de Minneapolis, estado de Minnesota, EUA. O livro é dividido em duas partes. A primeira expõe acerca da forte e próxima relação dos irmãos, Ethan e Will, desde a mais tenra idade, cultivada e zelada pela doce mãe, Melinda. Criados num ambiente regado à violência e a fanatismo religioso por parte do patriarca, Keefe, a união e a cumplicidade entre a mãe e seus filhos e, consequentemente, entre os próprios irmãos se mostram intensificavelmente sólidas. 

Vilegiaturas de prazer e a formação de uma cultura burguesa na cidade balneária de Poços de Caldas entre os anos de 1930 e 1940
Jussara Marrichi
Na década de 30, no Brasil, uma nova cultura burguesa começava a se afirmar no centro de um espaço balneário que havia sido projetado em meados dos anos de 1920 na Europa a pedido do governo mineiro que almejava transformar Poços de Caldas na primeira cidade balneária do Brasil. Em 1931 as três grandes obras que haviam sido pensadas e construídas por uma comissão renomada de médicos, engenheiros e arquitetos apareciam no cenário nacional e internacional como símbolos de um lugar civilizado e moderno que representava a novidade de Poços de Caldas como a primeira cidade balneária da América Latina.
Poesia a Quatro Mãos
Branca de castro Corrêa Cassilla; Lucio Corrêa Cassilla; Fernando Corrêa Cassilla; Juliana Corrêa Cassilla
O livro traz coletânea de poemas dos irmãos Cassilla, sempre incentivados e apoiados pela dona Branca, matriarca da família. No livro está o poema “Num canto sem canto” vencedor de prêmio junto a Academia Brasileira de Letras.
Mistura Poética
Branca de castro Corrêa Cassilla; Lucio Corrêa Cassilla; Juliana Corrêa Cassilla; Bárbara Ramos Cassilla
Este livro é o segundo da família Cassilla, agora com a participação da terceira geração, Bárbara Cassilla, que compoe a coletânea, que, para além de poemas, traz contos e peças de teatro.
Lurdinha Camillo - Pelo Mundo
Lurdinha Camillo
“Acho que passo em minhas descompromissadas crônicas de viagens que nada escapa aos olhos curiosos de uma viajante que adora participar de cenas típicas e desfrutar de cenários inusitados. Ao manusear o livro, o leitor vai achar por entre as páginas, crônicas de lugares que visitei há algum tempo, publicadas no Jornal Brand-News”, disse Lurdinha Camillo.
Princesa Leonora
Mauricio M. Castro
Leonora é uma bondosa princesa que precisará de muita coragem e sabedoria para chegar até o Castelo do Fim do Mundo para salvar o amor de sua vida dos feitiços da malvada Castália. Junte-se a ela e atravesse as mágicas terras de Parnom.
Príncipe João Valente
Mauricio M. Castro
João Valente é um príncipe que desde cedo foi ensinado pelo mais sabio dos cavaleiros do reino nas artes da cavalaria. Um dia parte junto com seu cavalo Raio e sua poderosa espada Epron em uma viagem cheia de encantos e aventuras. Venha você também se aventurar com o Príncipe João Valente.
A Girafa Sofia e o Circo
Mauricio M. Castro
Sofia é uma girafinha que nasce com um dom que a faz diferente de todas as outas girafas. Mesmo sendo vítima de bullying na escola, ela tem uma revelação incrível quando faz amizade com o macaco Simão. Acompanhe, leia e dê cor a essa história incrível de superação. Esse livro está disponível em Português, Inglês e Espanhol.
Doutor Grilo
Mauricio M. Castro
Lourenço é um jovem muito humilde que vive com a mãe num reino distante. Após conhecer um grupo de estudantes e se apresentar como Doutor Grilo, passa a ser desafiado pelo rei a resolver diferentes missões. E agora? Como fará o Doutor Grilo, que tem pouco tempo de estudo e muita esperteza, para se safar dessa enrascada?
Conhecer a Câmara Municipal
Maria Claudia Darcadia
Imagine conhecer um lugar onde coisas incríveis acontecem! Pedro e Quero-Quero convidam você a conhecer um lugar assim. Um lugar onde tudo que acontece lá dentro pode transformar a sua vida, da sua família, da sua cidade e de todos os seus amigos. Junte-se a eles e venha descobrir que lugar fantástico é esse.
Memórias de um Jornalista Globetrotter
Odair Camillo
Em “Memórias de um Jornalista Globetrotter”, o jornalista Odair Camillo foge um pouco dos tradicionais enfoques turísticos e brinda os leitores com fatos ocorridos em suas viagens pelo mundo na companhia da esposa, a colunista social Lurdinha Camillo. Junto, o casal realizou mais de 260 viagens internacionais, visitando 58 países nos cinco continentes.
XÔ PHOBIA
Tânia Mara Matias de Carvalho e Lígia Mesquita
Em tempos de pandemia, um dos temas que ficou em destaque foi a Fobia. Que nada mais é do que o medo exagerado, pavor, aversão. XÔ PHOBIA! Foi escrito assim mesmo, desta forma tem como objetivo despertar a curiosidade de crianças e até dos pais que se interessarão pelo livro. O livro tem três histórias, A Lupa que investigava os medos, Benito e os óculos e Medo de ser apontado. Distribuídas em oito páginas coloridas e ricamente ilustradas pela garota de 13 anos Lívia Ribeiro Martins.
BELINHA, A MASCOTE DA CULTURA
Tânia Mara Matias de Carvalho
A publicação do livro BELINHA, A MASCOTE DA CULTURA, tem como objetivo abordar ludicamente a extinção das abelhas. Porém como é uma fábula as abelhinhas nos mostrarão a cultura local, a valorização de nosso patrimônio cultural, histórico e arquitetônico. Buscamos ainda a democratização ao acesso à leitura e à cultura, para fazer despertar nas crianças a criatividade através da interpretação da história, estimulando a imaginação, educação e desenvolvendo habilidades cognitivas.
ÁLVARO E O GRANDE HOTEL POÇOS-CALDENSE
Welington Silva Alves
Nesse romance em que o autor relembra algumas músicas dos anos oitenta, bem como noventa e, ainda aborda os dias atuais, trazendo alguns conflitos, paixão e também amor, entra em cena os mototaxistas; o cuidador de idosos; os atores de teatro e os funcionários do Grande Hotel Poços-Caldense, bem como o personagem central – seu Álvaro.